As 10 Formas de Saborear um Vinho do Porto

Gastronomia e Vinhos

2015-02-04

as-10-formas-de-saborear-um-vinho-do-porto
O Vinho do Porto é o orgulhoso e delicado vinho português. Há uma grande diversidade destes vinhos, que satisfazem o mais rigoroso dos paladares, e sabem bem em qualquer ocasião. E para o ajudar a apreciar intensamente um Vinho do Porto, encontramos as 10 melhores formas de o saborear.

Um vinho do Porto é sempre uma primorosa escolha… Há Vinhos do Porto para todos os gostos - tinto, branco e até rosé - e, por isso, basta escolher o sabor certo, a ocasião exata, e talvez a pessoa ideal para o apreciar.

 

Depois de o termos ajudado a identificar o seu Vinho do Porto de eleição, chegou a altura de o ajudarmos a apreciar este avultado néctar intensamente.

 

Encontramos 10 formas de podermos saborear um bom Vinho do Porto…

 

 

Vinho do Porto como aperitivo 

 

 

A forma mais tradicional em Portugal de beber um Vinho do Porto é como aperitivo.

 

 

Se é daquelas pessoas que precisa que algo lhe aguce o apetite antes de cada refeição, então vai adorar um Vinho do Porto nestes momentos. E os Portos Brancos são excelentes neste contexto. São muito refrescante e muito pouco pesados.

 

Como aperitivo, este vinho não precisa de muito: basta acompanhar com azeitonas, pinhões, castanhas ou amêndoas torradas. Um verdadeiro primor…

 

 

Vinho do Porto à mesa 

 

 

Uma boa refeição casa sempre bem com Vinho do Porto. Experimente!

 

 

A maior parte das pessoas prefere colocar à mesa um vinho maduro (como os intensos vinhos alentejanos) ou um vinho verde (como os cristalinos vinhos do Dão). Mas, na verdade, um vinho Duriense acompanha igualmente bem. É muitas vezes visto como um vinho de cálice. Contudo, o Vinho do Porto consegue ocupar o lugar principal na mesa de almoço ou jantar.

 

E tão bem que combinam os Portos com um bom prato português… Aqui o contraste é bom, mas tente encontrar um equilíbrio entre o vinho e o tipo de comida que vai ser servida. Uma boa escolha são os vinhos LBV (Porto Late Bottled Vintage). Ou então, faça como muitos chefes nórdicos e misture o forte sabor das carnes de caça e de cordeiro com os temperos exóticos de um bom Ruby.

 

Regra geral, sirva o Vinho do Porto tinto à temperatura ambiente e o branco bem fresco.

 

 

Vinho do Porto na receita 

 

A primeira vez que vi o Vinho do Porto numa receita, foi há uns anos atrás, quando estava a entrevistar um reputado Chefe de cozinha português. Aquele toque final com um género de geleia de Vinho do Porto pareceu-me mais que delicioso. Não sou chefe, mas porque não tentar?

 

Acreditem que os chefes de cozinha são imaginativos o suficiente para retirar um digníssimo Porto Vintage de um pedestal e levá-lo para a cozinha. Mas não iremos tão longe… um bom Ruby não desilude.

 

E pode usar o Vinho do Porto de duas maneiras: à paisana ou como ingrediente primordial.

 

Regar um bom e intenso molho de carnes assadas ou pratos de caça é um truque quase divinal que alia fortes sabores ao frutado do vinho. Vai ficar delicioso e ninguém se vai aperceber que o segredo daquele sabor… é um Porto. Ou, então, pode usar este vinho como o ingrediente principal e fazer molhos à base deste néctar. Há uma grande palate de molhos de Vinho do Porto, elaborados pelos mais conceituados Chefes.

 

 

Vinho do Porto na sobremesa 

 

Aliar um bom Vinho do Porto a uma sobremesa é um truque culinário de sucesso. Ele casa harmoniosamente bem com pudins, bolos, gelados e, claro, com sobremesas de chocolate. Juntar sabores e texturas não é difícil… basta ter imaginação!

 

 

A sua sobremesa vai surpreender se lhe colocar um refinado toque de Vinho do Porto

 

 

Assim, faça acompanhar uma boa sobremesa de um Vinho do Porto. Tem variadas hipóteses que pode tentar e que, certamente, irá surpreender o paladar apurado dos seus convidados.

 

Para sobremesas com amêndoas, nozes, café ou sabores de caramelo, tente um vinho do Porto envelhecido em madeira que vai dar um toque bem adocicado. Um Tawny, por exemplo, combina perfeitamente com sobremesas mais clássicas como o arroz doce e as rabanadas. E para um doce de chocolate ou frutas vermelhas, tente um vinho mais frutado, como o LBV

 

 

Vinho do Porto após a refeição 

 

A tradição é beber um Porto antes da refeição… Mas e se for depois? Bem, tenha a ousadia de tentar. É simplesmente soberbo…

 

Após a refeição, e especialmente a acompanhar o café, o Vinho do Porto vai saber maravilhosamente bem 

 

Podemos dizer que o Vinho do Porto é um vinho social. É um vinho que acompanha bem uma boa conversa, um bom convívio. E, já com o estômago cheio, nada melhor do que sentar-se um pouco e apreciar um daqueles néctares dos Deuses.

 

Neste caso, aconselhamos um primoroso Vintage. Mas lembre-se: se abrir uma destas garrafas tem de a beber até ao fim. Após a abertura, este Porto começa a perder as suas prezadas qualidades. Se estiver sozinho tente um LBV. É igualmente um bom digestivo, economicamente mais acessível e não perde qualidade após a abertura.

 

E após o café? Bem… após o café, uma degustação de Vinho do Porto é essencial. Neste contexto, experimente um Tawny.

 

 

Vinho do Porto a acompanhar o queijo 

 

 

Os queijos vão saber ainda melhor se os fizer acompanhar de um Vinho do Porto

 

 

Quem pode não gostar de queijo? É uma excelente iguaria… sabia que também acompanha de forma exímia um Vinho do Porto?

 

Um doce e intenso paladar do Vinho do Porto LBV combina harmoniosamente bem com queijos igualmente intensos de pasta mole, queijos portugueses e azuis. Seja um pouco mais destemido e junte o Porto Vintage a um Queijo da Serra.

 

 

Vinho do Porto para aliar ao chocolate 

 

 

Aliar o Vinho do Porto ao chocolate pode parecer estranho mas é sucesso garantido (e calórico)

 

 

O chocolate quase que podia ser considerado um dos sete pecados mortais. Como dizia Tullius, “9 em cada 10 pessoas diz gostar de chocolate… e a décima está a mentir”. Assim também é o Vinho do Porto. Juntar estas duas dádivas só podia resultar numa combinação perfeitamente sublime.

 

Colocar Vinho do Porto em sobremesas com chocolate é uma tentação. Até como acompanhante de um simples pedaço de chocolate é surpreendente. Chocolate preto ou trufas, com elevado teor de cacau, alia-se bem a um Vinho do Porto bem frutado como o LBV. Vai sentir o harmonioso contraste entre o amargo e o adocicado. Ou então, opte por um Ruby, que vai ajudar na digestão das gorduras do chocolate.

 

 

Vinho do Porto num momento relaxante 

 

 

Aproveite os seus momentos relaxantes para apreciar calmamente um bom Vinho do Porto!

 

 

Um Tawny… o doce Tawny sabe tão bem nestes momentos. Uma boa dica é ter uma garrafa deste Porto sempre disponível. Assim, num momento relaxante, pegue num pequeno e redondo cálice deste inesquecível néctar e aprecie o momento. E, de facto, ninguém resiste a um bom Tawny!

 

Nestes momentos, também aconselhamos um Porto Branco. Refrescante e servido num copo alto com gelo, adicione água tónica e uma folha de hortelã e, simplesmente, aprecie...

 

Mas se na altura só tiver um Porto Vintage à mão, acredite que o momento será igualmente maravilhoso (na verdade, nunca encontrei ninguém que enumerasse uma ocasião em que um Vintage não sabe bem). Mas abra uma garrafa de Vintage só se estiver acompanhado… ou, então, vai ter de fazer o “sacrifício” de o beber até à última gota. Lembre-se: uma garrafa de Vintage não pode ficar aberta para o dia seguinte!

 

 

Vinho do Porto numa ocasião especial 

 

 

Principalmente na hora do brinde, abra uma garrafa de Vinho do Porto, para um momento ainda mais memorável.

 

 

Esta toda a gente sabe: qualquer ocasião especial clama por um Vinho do Porto! Estes vinhos do Douro têm arrebatado os mais rigorosos e prestigiantes prémios internacionais, e por isso, apresentar um Porto numa festa vai ser, certamente, um sucesso.

 

Inclusivamente no momento do brinde, o Vinho do Porto é dos vinhos mais escolhidos. Aliás, uma pequena curiosidade: na Grã-Bretanha, este vinho é tradicionalmente utilizado no Loyal Trust em honra do monarca reinante.

 

E qual escolher nestas ocasiões? Um Porto Vintage, claro, principalmente se o momento for mesmo especial (não gaste umas largas dezenas de euros se a ocasião não valer de tanto). Mas acredite, qualquer vinho do Porto vai fazer a diferença. Escolha o seu preferido e divirta-se!

 

 

Vinho do Porto para envelhecer 

 

De facto, a maior parte dos vinhos do Porto vão ficando melhores à medida que vão atingindo a maturidade. Por isso, pode optar por comprar um bom Porto e colocá-lo a envelhecer durante anos e anos, até alguém de uma próxima geração ter a sorte de o abrir.

 

 

Se deixar envelhecer um Vinho do Porto, durante anos e anos, quem abrir a garrafa vai provar um néctar no seu máximo esplendor

 

 

Concordo que esta é uma opção altruísta demais (será que vai mesmo conseguir esperar?!) mas é uma boa ideia. Um dia mais tarde, pode ter a alegria de abrir um Porto com dezenas de anos e tente só imaginar o paladar que esse néctar terá adquirido… Brindar em ocasiões importantes com este seu Porto será magnífico!

 

E qual escolher para colocar a amadurecer? Bem… coloque aquele cujo envelhecimento lhe confere as melhores caraterísticas que se podem encontrar num Vinho. Escolha um verdadeiro e único Vintage e, daqui a uns anos, não se vai arrepender de ter esperado!

Este site utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao visitar o site está a consentir a sua utilização.
Conheça as nossas Políticas de Privacidade e Cookies aqui