As Atividades mais Originais para Fazer no Douro nesta Primavera

Dicas e Sugestões

2018-03-08

rio-tua
A primavera é uma época maravilhosa para conhecer e desfrutar o Douro. Com o início do horário de verão e as temperaturas mais amenas, toda a paisagem rejuvenesce, as pessoas ficam ainda mais alegres e as flores começam a despontar. Com este enquadramento, selecionámos um conjunto de 5 atividades geniais para aproveitar o melhor do Douro… nesta bonita estação!

Para os amantes do bom tempo e dos dias luminosos, mas que preferem evitar as hordas de veraneantes, a primavera tornou-se na estação ideal para viajar. E o Douro ganha uma beleza especial nesta altura.

 

Depois de um Inverno bem rigoroso – com chuva, neve e gelo – as flores despontam tornando os cenários mais coloridos e vibrantes, e o verde das vinhas torna-se vivo, imenso e salta-nos à vista. Qual cenário de um filme hollywoodesco, o nosso “Reino Maravilhoso” tão bem descrito por Miguel Torga, torna-se o refúgio ideal para escapar à rotina citadina.

 

E para o ajudar a aproveitar o melhor do Douro nesta bela estação, elegemos as 5 atividades mais originais (e divertidas!) que pode experimentar por esta região. Ora tome nota!

 

Descubra connosco as melhores atividades para aproveitar a Primavera no Douro!

 

 

Trocar o chá da tarde por um copo de vinho 

 

O frio começa a despedir-se de nós por esta altura e, com o abandonar dos gorros e dos cachecóis, diminui a vontade de ingerir bebidas tão quentes. Numa destas tardes, experimente trocar o chá fumegante por um dos frescos Vinhos do Douro.

 

Recentemente nasceu um novo vinho do Douro, pelas mãos dos enólogos Sandra Tavares e Jorge Serôdio Borges. O Manoella branco 2016 vem alargar o portefólio da Wine & Soul, o projeto pessoal do casal. 

 

Este branco tem origem numa vinha velha a 500 metros de altitude em solo granítico. A longa tradição da mais antiga região vitivinícola ganha uma nova garrafa, de um vinho fresco e vibrante, mas carregado da tradição das mais antigas castas durienses que merece o seu fresco recomeço de vida com o nascer das flores. Já reparou que ainda tem tantos meses pela frente para fazer diferente?

 

Um copo de vinho no Douro é o refresco ideal para um sol primaveril!

 

 

Fazer um Cruzeiro no Douro 

 

A navegação no Douro, após meses encerrada para manutenção das Barragens, está prestes a retomar (o primeiro cruzeiro acontece a 31 de março) e esta é uma das mais bonitas épocas para se perder na vista do Douro através de um passeio de barco com um programa repleto de experiências. Rota do Douro Vinhateiro é um magnífico exemplo do que de melhor a região tem para oferecer nesta estação.

 

Durante dois dias vai ficar a conhecer os mais bonitos pontos do rio Douro e ainda tem a oportunidade de fazer uma visita a uma das mais famosas Quintas Produtoras de Vinho, degustação de vinhos e iguarias e refeições típicas.

 

Nesta primavera este passeio pelo incrível Vale do Douro vai fazê-lo esquecer a cidade por um bom bocado, enquanto regala os seus olhos com a maravilhosa paisagem que o Douro proporciona numa das melhores ocasiões para o ficar a conhecer.

 

Aproveite o início da época e embarque num maravilhoso Cruzeiro!

 

 

Fazer um piquenique

 

A Primavera pede ar livre. Vista desafogada. Comidas leves. Em suma, o que a primavera está mesmo a pedir é um belo piquenique e na região do Douro tem o local perfeito para o fazer: o miradouro de São Leonardo de Galafura. Aqui encontra um parque verde, com muitas árvores e sombras, além de também ter mesas e bancos em pedra para se deliciar com o seu lanche.

 

O Douro, azul e sereno como fica nesta altura fica, é o parceiro que acompanha esta proposta de piquenique primaveril com as suas margens e quintas a completarem o enquadramento da boa companhia duriense. Se levar crianças, não se esqueça dos brinquedos para as manter entretidas ao longo do dia. É importante também levar um repelente de insetos e, fundamental, ter no cesto de piquenique sacos para o lixo.

 

Um piquenique no Douro é perfeito para viver de perto a Primavera que se faz sentir na região!

 

 

Passar uma tarde a ler

 

Está na altura de se permitir uma pausa. Descansar por uns dias e receber os primeiros raios de sol, antes de começar todo o rebuliço do verão, das filas para a praia e da logística das férias grandes. Escolha um bom livro, de preferência que passe uma mensagem alegre e positiva, e sente-se confortavelmente num banco com vista para o Douro.

 

No Peso da Régua, cidade no distrito de Vila Real, situada junto ao rio Douro, tem vários pontos onde o pode fazer e respirar toda a tranquilidade que a região tem para oferecer. Pelo cais fluvial da Régua vão começar a passar diariamente barcos de cruzeiros com turistas que visitam a região e se maravilham com as bonitas paisagens. Quanto a si, vê-los de cima, será a garantia de estar mesmo a desfrutar do que de mais calmo as margens do Douro têm.

 

Considerada a capital da região demarcada na qual é produzido o conhecido Vinho do Porto, a cidade ganhou destaque em 1756, quando o Marquês de Pombal criou a Companhia Geral das Vinhas do Alto Douro e as mandou delimitar. Foi assim criada a primeira região demarcada do mundo. Também aqui se realiza a Feira do Livro do Douro e encontra literatura sobre este pedaço de história.

 

Traga o livro que já tem na calha para ler á algum tempo e desfrute da calma do Douro enquanto lê!

 

 

Pedalar no Douro

 

Com um pavimento de asfalto em excelente estado, alugar uma bicicleta e pedalar no Douro é uma ótima opção para ficar a conhecer os recantos mais bonitos e de mais difícil acesso. Um dos primeiros passeios pode ser a busca dos vestígios de presença humana com 30000 anos, e que pode observar na região de Foz Côa.

 

Já no Porto, no lugar onde o belo Rio Douro encontra o mar, o seu passeio deve incluir a passagem pelas mais tradicionais adegas usadas para envelhecer os vinhos do Douro bem como o famoso doce e licoroso Vinho do Porto. E se estiver mais à vontade com um passeio BTT, há célebres vinhas no Douro que têm circuito para passeio de bicicleta por entre os terrenos, permitindo, ainda, atravessar montes e vales. Há alguns desafios e saltos pelo meio, mas as dores nas pernas ao fim do dia estarão compensadas com o que conseguiu ver e respirar.

Este site utiliza cookies para melhorar a sua experiência de navegação. Ao visitar o site está a consentir a sua utilização.
Conheça as nossas Políticas de Privacidade e Cookies aqui